Clássico quase igual

15/02/2010

Nessa quarta-feira de cinzas (e não me pergunte o porquê), Flamengo e Botafogo se enfrentam para decidir quem duelará com o Vasco da Gama na finalíssima da Taça Guanabara 2010. São dois extremos, no papel e na prática: o flamengo tem um time forte, com a base sólida do esquadrão que conquistou o título brasileiro no ano passado; e conta ainda com o reforço de um dos melhores atacantes do futebol brasileiro, o Lovinho. O time não se apresentou bem durante a Taça Guanabara, principalmente sua zaga, mas o peso de Adriano, Love e Petkovic parece capaz de assustar qualquer adversário; se engoliu o Fluminense, o que não fará com o bichinho arredio chamado Botafogo? É, o Botafogo. Tão empolgado, coitado, no começo do ano, com a chegada de Herrera, Marcelo Cordeiro e El insano Abreu. Começou o campeonato carioca contra o Macaé, e os 3×2 conquistados enganaram a razão do torcedor botafoguense, que mais tarde queimaria camisa ao ver a goleada de 6×0 para o ”arrumadinho” Vasco da Gama. O Botafogo sofre uma crise de ”timepequenismo” que já dura 14 anos. Nem em 2007, tempo em que jogava o melhor futebol no Brasil, essa crise se escondeu; muito pelo contrário: apareceu na hora “H” e tirou o time de General Severiano da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

Os próprios botafoguenses vêem uma vitória quarta-feira como milagre. Apenas uma retranca muito bem elaborada pelo ”estrategista” Joel Santana, e o oportunismo de El louco e Herreira, serão capazes de deter a fúria do Campeão Brasileiro. Torcedores do Vasco já estão amedrontados com o jogo de Domingo (contra o Flamengo). A eles eu digo: Se acalmem! A superioridade do Flamengo é evidente, mas eu não tenho 100% de confiança na vitória rubro-negra; tenho uns 70%. E 30%, cá entre nós, é coisa à beça. Não é apenas uma questão fanática de torcer contra o maior rival, nem tenho muito disso. É apenas uma questão de dados passados, gente! Vamos lembrar: Quantas vezes, com o elenco bem mais fraco, o time do flamengo conseguiu derrotar o Vasco numa final de campeonato carioca? Não foram poucas. O Fluminense, em 1999 e 2000, em tempos em que era apenas um time de segunda divisão, conseguia dar muito trabalho aos outros grandes do rio, inclusive eliminando o Vasco de Edmundo na Copa do Brasil, em pleno São Januário. Mais tarde, no mesmo ano, Fluminense, muito limitado, e o campeão Vasco realizaram uma batalha épica que terminou em 4×3 para o time da colina histórica. O Americano de Campos não vivia vencendo todo mundo? Vem me dizer que eles tinham mais elenco que Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense? E o Voltaço em 2005, jogando uma bola redondinho com um time composto de jogadores de talento comprovadamente duvidoso. Não. Futebol é dia.

E já que a quarta-feira não vai ser do Salgueiro; que vença a Estrela Solitária.

Vídeos do Post

Flamengo perde para Resende na semi-final da última Taça Guanabara

Fluminense elimina Vasco da Copa do Brasil de 2000

Botafogo 3×0 Flamengo em 2008 pela Semi-Final da Taça Rio de Janeiro

Anúncios

2 Respostas to “Clássico quase igual”

  1. Darshany L. said

    Prefiro não apostar. Só torcer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: