Não podes perder, perder pra ninguém.

21/02/2010

Nem o mais otimista dos botafoguenses esperava: o Glorioso conquistou, neste domingo, a “Taça Guanabara”; a “Taça Guanabara” que para muitos vale pouco, mas que para vascaínos e botafoguenses seria um presente inestimável. Para os Vascaínos, porque a equipe de São Cristovão não levanta uma taça estadual desde 2004, e uma vitória confirmaria a volta do time de Roberto  ao cenário  principal do Futebol Brasileiro. Já a questão do Botafogo era mais existencial, ou seja, um crise interna que parecia tirar do time de General Severiano um dos postos de gigante do futebol nacional. Mas deixemos de prosa.

O Botafogo mais que mereceu o título: muitos podem não saber, mas o time da estrela solitária chegou à final com a melhor campanha dentre os times do Rio de Janeiro, 8 jogos, 7 vitórias e uma derrota; e sob o comando do mágico Joel Santana, a equipe alvinegra venceu tudo na Taça Guanabara. Mas maior do que o mérito de vencer o favorito Vasco da Gama, foi a vitória na semi-final contra o Flamengo; o Flamengo que precisava ”desesperadamente” vencer a primeira taça, para que no returno pudesse se dedicar exclusivamente à Taça Libertadores, não foi capaz que furar o esquema tático de Joel, mesmo com o ataque tão poderoso. O apático ataque do Vasco também não o fez.

Muita gente, muita gente mesmo elogia o ataque do Vasco por feitos que eles são realizaram. Phillipe Coutinho foi apático durante toda a Taça Guanabara, só jogou bem no segundo tempo do jogo contra o Botafogo, 6×0, ou seja, bateu em bêbado. Dodô, ex-jogador em atividade, não faz um pivô, não sai da área pra chutar uma bola, não ganha uma na cabeça, não dá um drible; tudo o que ele fez nessa TaçaGuanabara também foi bater em bêbados. O Carlos Alberto está fazendo o que sempre fez com a camisa do Vasco, e penso que ele é o menos culpado dessa apatia: ele dribla, tenta o passe em profundidade, a tabelinha; mas os outros dois não o acompanham. Não que eu esteja afirmando que o Vasco perdeu do Botafogo por causa da máxima do futebol quem não faz, leva. Muito pelo contrário, vejo o esquema tático perfeito de Joel, não que ele tenha feito grande coisa, mas não precisa de muito talento para criar um esquema tático que pare esse fraco ataque do Vasco.

No mais, quem vence é o Futebol. Mais uma surpresa, mais uma virada histórica, mais um renascimento de um grande. Joel leva a campo outra máxima, que parece dar certo contra seus rivais: quem não leva, faz.

Anúncios

Uma resposta to “Não podes perder, perder pra ninguém.”

  1. Darshany L. said

    gostei ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: